Quinta, 29 de Julho de 2021 10:01
(86) 9 9594-6614 / (86) 9 9865-1372
Brasil Brasil

Investigação da PF chega a R$ 3,2 bi em supostos desvios da covid-19

Desde abril de 2020, foram cumpridos 158 mandados de prisão temporária e 17 de prisão preventiva em 205 municípios

19/07/2021 21h10 Atualizada há 1 semana
Por: Oliveira Fonte: R7
Foto: REUTERS/PILAR OLIVARES 
Foto: REUTERS/PILAR OLIVARES 

As operações da Polícia Federal já ultrapassaram na última semana a marca de 100 ações de repressão ao desvio e à utilização indevida de verbas públicas federais destinadas ao combate à pandemia de covid-19. O valor de contratos de produtos e serviços investigados atinge cerca de R$ 3,2 bilhões.

Desde abril do ano passado, a PF cumpriu 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 de busca e apreensão em 205 municípios de 26 unidades da Federação. Os valores apreendidos beiram os R$ 190 milhões.

Deflagrada em abril de 2020 na Paraíba, a Operação Alquimia foi a primeira operação policial que tinha como objetivo apurar esse tipo de contrato. Até o último dia 13, o total de operações chegou a 102.

O Amapá é o estado com o maior número (11), seguido pelo Maranhão (10), Pernambuco (8), Sergipe (8), Rio de Janeiro (7), São Paulo (6), Piauí (6), Pará (6), Amazonas (4) e Rondônia (4).

Sobre o montante de contratos investigados, o Pará lidera com R$ 1,4 bi. Em seguida, Rio de Janeiro (R$ 850 milhões), Pernambuco (R$ 198 milhões), São Paulo (R$ 118 milhões), Minas Gerais (R$ 102 milhões), Rondônia (R$ 92 milhões) e Piauí (R$ 82 milhões).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias