Terça, 21 de Setembro de 2021 19:44
(86) 9 9594-6614 / (86) 9 9865-1372
Política Lei Complementar

Wellington Dias sanciona lei que extingue 131 cargos do Tribunal de Justiça

A Lei Complementar nº 260, de 6 de setembro, foi sancionada e publicada no Diário Oficial do Estado.

08/09/2021 06h53 Atualizada há 2 semanas
Por: Nunes
FOTO: REPRODUÇÃO
FOTO: REPRODUÇÃO

O governador Wellington Dias sancionou Lei Complementar nº 260, de 6 de setembro, que extingue e cria funções de confiança e cargos em comissão no âmbito do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI).

 

Clique aqui e confira a lei na íntegra

 

De acordo com a lei, serão extintos 131 cargos em comissão e funções de confiança e criados 75 novos cargos em comissão na estrutura do Poder Judiciário Estadual e 16 cargos em comissão e funções de confiança na estrutura do Poder Judiciário Estadual.

Serão extintos 14 cargos de oficial de gabinete, referência CC/06; 32 cargos de secretário de vara; 78 cargos de secretário assistente de diretoria de fórum; um cargo de Secretário de Sessões do Pleno; 4 cargos de Secretário de Sessões de Câmara Cível e de Direito Público e 2 cargos de Secretário de Sessões de Câmara Criminal e de Direito Público.

75 novos cargos em comissão na estrutura do Poder Judiciário Estadual, no 2º grau de jurisdição serão criados, são eles: 19 cargos de assistente administrativo; 38 cargos de auxiliar administrativo; um cargo de secretário de sessões do pleno; 4 cargos de secretário de sessões de câmara cível e de direito público; 2 cargos de secretário de sessões de câmara criminal e de direito público; 1 cargo de coordenador; 3 cargos de oficial de secretaria e 7 cargos de oficial de gabinete.

Também serão criados criação de 16 cargos em comissão e funções de confiança na estrutura do Poder Judiciário Estadual, no 2º grau de jurisdição com as atribuições definidas na lei, com provimento a partir de 1º de janeiro de 2022, mediante disponibilidade financeira e orçamentária, sendo: 5 cargos de assessor judiciário; 3 cargos de auxiliar administrativo; um cargo de Coordenador de Licitações e Contratos; um cargo de Coordenador da Gestão de Contratos e Convênios; um cargo de Chefe da Seção de Contratos; um cargo de Chefe da Seção de Compras; um cargo de Coordenador de Tecnologia e Informação, referência; um cargo de Chefe da Seção de Estatísticas e de Indicadores; um cargo de Presidente de Comissão de Licitações e um cargo de Pregoeiro.

 

A proposta foi enviada à Assembleia Legislativa do Piauí pelo desembargador José Ribamar Oliveira, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, após aprovada em sessão plenária administrativa no dia 02 de agosto.

 

GP1

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias