Quinta, 09 de Julho de 2020 15:03
(86) 99527 0737
Geral Covid-19

Exame de Covid-19 é realizado em velório e causa revolta em Barras

O ex-conselheiro de Saúde de Barras, Genival dos Santos morreu na manhã de domingo (17

19/05/2020 14h56
Por: Redacao Fonte: MN
Foto:reprodução
Foto:reprodução

O ex-conselheiro de Saúde de Barras, Genival dos Santos morreu na manhã de domingo (17), mas só foi sepultado  duas horas após o horário planejado porque não foi realizado o exame para Covid-19 quando o paciente esteve internado no Hospital Regional Leônidas Melo.

O exame para Covid-19 de Genival dos Santos foi coletado quando ele já estava dentro do caixão, sendo velado na capela do bairro Corujão de Barras.  

Segundo o site de notícias de Barras Longah, essa situação desobedece a Resolução 003/2020 da Unidade de Vigilância Sanitária Estadual, que regulamenta procedimentos de velórios e enterros. A Resolução recomenda que, em tempo de pandemia, o enterro deva ser o mais breve possível, segundo o site.

Genival dos Santos era diabético o  Hospital Regional Leônidas Melo, onde estava internado, atestou  que morreu em decorrência de complicações desta enfermidade. Ele procurou o Hospital Regional Leônidas Melo na semana anterior, mas foi  mandado para casa. 

O vereador de Barras José Carcará, amigo do conselheiro Genival dos Santos, que acompanhou o caso, quando o corpo estava ainda no hospital foi perguntado se não coletariam material para exame. “A profissional disse que não havia necessidade porque ele havia morrido em decorrência da diabetes. Então,  levamos o corpo para o velório que aconteceria somente enquanto estivessem abrindo a cova”, falou o  vereador José Carcará.

Segundo ele, durante o velório, alguém recebeu um telefonema solicitando que não enterrassem o corpo porque decidiram fazer o exame para coronavírus.

O parlamentar disse que  somente duas horas depois é que chegou uma técnica da Secretaria Municipal de Saúde para realizar a coleta, situação que causou revolta dos presentes. Muitos familiares e amigos presentes no velório de Genival Santos ficaram revoltados e reclamaram que o exame para Covid-19 fosse realizado pouco antes do sepultamento.

Esse exame para Covid-19 causou muita repercussão e protestos em Barras.

"Decidiram fazer o teste para coronavírus após identificarem que as taxas de glicemia apresentadas no exame de diabetes não estavam suficientemente alteradas para provocar a morte do Genival. Se isso for realmente verdade e se ele estiver positivo para coronavírus, a negligência do hospital colocou todo mundo que está ou esteve aqui em risco. Que situação", afirmou José Carcará.

O resultado do teste para Covid-19 foi negativo e o Hospital Regional Leônidas Melo divulgou nota afirmando que a direção do estabelecimento não tinha autorizado que o exame fosse feito no velório de Genival dos Santos.

Na sessão da Câmara de Vereadores de Barras segunda-feira (18) em Barras, o vereador José  Carcará relatou o fato inusitado que viveu no último domingo ao ter que testemunhar um teste de coronavírus sendo feito no corpo de um amigo durante o velório. Ele achou um absurdo o fato de uma pessoa hospitalizada receber alta sem fazer teste de Covid-19. 

Genival Santos já teria ido ao Hospital Regional Leônidas Melo mais duas vezes antes da última em que saiu morto.

“O hospital é o ambiente mais propício a se adquirir o vírus. É importante que todas as pessoas que passem por lá sejam testadas, independente dos sintomas que apresente”, falou José Carcará. 

Os vereadores que se pronunciaram sobre o tema, concordaram e a comissão de Saúde vai levar a sugestão à direção do Hospital Regional Leônidas Melo e  acrescentaram que o hospital revelou que está abastecido de testes e medicamentos e tem três  leitos para pacientes com coronavírus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Barras-Pi - PI

Barras-Pi - Piauí

Sobre o município
Uma das 13 subseções da OAB Piauí, tendo como atual Presidente Dr. Carlos Jr.
Ele1 - Criar site de notícias