Quarta, 12 de Agosto de 2020 18:03
(86) 99527 0737
Geral MATERIAL ESCOLAR

76 mil estudantes da rede estadual receberam material impresso de aulas

Estudantes da rede pública, que não têm acesso à internet

01/08/2020 14h40 Atualizada há 2 semanas
Por: Redacao Fonte: Cidade Verde
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O secretário de Educação, Ellen Gera, defende que ainda não há segurança sanitária para o retorno das aulas presenciais no Piauí, mesmo com a reabertura gradual de alguns setores econômicos e sociais durante a pandemia da Covid-19. Nestes quatro meses de aulas remotas, 76 mil estudantes da rede pública, que não têm acesso à internet, receberam material impresso.

O gestor comenta que o cenário de  dúvidas sobre o retorno presencial das aulas está presente em todo o Brasil.  As aulas presenciais estão suspensas pelo menos até o dia 22 de setembro de 2020.

A suspensão começou na segunda quinzena março. Em abril, a partir do dia 13, iniciou a implantação das aulas remotas para atender o ensino dos alunos da rede pública estadual, que conta com 658 unidades escolares. Após recesso entre os dias 17 de julho e 31 de julho, as aulas remotas voltarão na próxima quarta-feira (05).

“Nós ainda não temos segurança sanitária para voltar ao chão da escola. Já estamos trabalhando o protocolo para a retomada das aulas presenciais, quando for possível. Existe um decreto do Governo (Estadual) que suspende as aulas presenciais até o dia 22 de setembro”.

O secretário comenta que conversa com outros gestores, de outros estados, e “realmente ninguém tem essa responta, do dia que realmente será seguro e efetiva a retomada da aula presencial na escola, justamente porque estamos trabalhando que essa retomada não seja de contaminação pelo novo coronavírus, colocando em risco a saúde das pessoas que compõem a nossa rede educacional e a família dessas pessoas”, destaca o gestor.

Gera explica que a Secretária Estadual de Educação, além de usar a tecnologia, recorreu a entrega de material impresso aos alunos sem acesso fácil à internet.

“Reconhecemos que nem todos os alunos têm acesso à internet. Por conta disso, as escolas também fizeram planos específicos para a entrega de roteiros de estudo, livros e materiais  impressos aos estudantes. Tivemos acesso a 80% dos estudantes da rede nesses três meses de estudo remoto, em parte com tecnologia parte com entrega de material”.  Cerca de 76 mil estudantes chegaram a receber material impresso.

Enquanto as aulas presenciais não iniciam, os protocolos de ordem sanitária estão em planejamento, como a quantidade de alunos em sala de aula e o distanciamento social.

Ellen Gera afirma que o sentimento de medo dos pais em enviar os alunos à escola é real hoje, mas pode “ser que em setembro a gente esteja em um cenário melhor. Vamos acompanhar dia a dia, semana a semana, para termos uma retomada segura”, argumenta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias