Estimativa GIF
CASA DA IMPRESSAO
Lançamento

Ministro promove lançamento de seu livro no TJ-PI

O ministro Reynaldo Soares felicitou a iniciativa do TJ-PI.

30/08/2019 15h45Atualizado há 3 semanas
Por: David Pacheco
Fonte: tj PI
reprodução
reprodução

Aconteceu, na noite desta quinta-feira (29), o lançamento da obra “O Princípio Constitucional da Fraternidade”, do ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), durante a 4ª edição do Congresso do Judiciário Piauiense, realizado no Auditório do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI). O encontro reuniu, entre os três dias de sua programação, autoridades da área jurídica e demais convidados.


No livro “O Princípio Constitucional da Fraternidade” o ministro do STJ discorre sobre a importância da fraternidade como princípio fundamental à garantia dos direitos humanos. A tese central do livro compreende o estudo e interpretação da história à luz desse princípio, integrando a teoria e prática da fraternidade na esfera pública, além da interdisciplinaridade dos estudos e do diálogo entre as culturas.

O ministro Reynaldo Soares felicitou a iniciativa do TJ-PI, que, por meio da Escola Judiciária do Estado do Piauí (Ejud-PI) e em parceria com a Presidência do TJ-PI e da Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI), organizou o evento.

“Quero parabenizar ao presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, e ao desembargador Fernando Lopes (diretor geral da Ejud-PI), dois líderes, terem propiciado esse momento de introspecção e reflexão em torno da ciência; uma ciência que se debruça sobre a realidade do sistema judicial piauiense”.

Obra

O trabalho, publicado pela Editora D´Plácido, é o resultado da conclusão do curso de doutorado do ministro Reynaldo Soares da Fonseca pela Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo (Fadisp), com pesquisa realizada pela Universidade de Siena, na Itália. A versão em livro da obra tem prefácio do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, e posfácio do procurador Carlos Augusto Alcântara Machado, do Ministério Público do Estado de Sergipe.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários