Sexta, 23 de Abril de 2021 14:37
(86) 99527 0737
Policial EMBOSCADA

Morte de policial de Alagoas em Teresina tem relação com dívida de contrabando, diz Polícia Civil

Segundo o Departamento de Homicidios e Proteção a Pessoa (DHPP) policial e mais quatro pessoas foram vitimas de uma emboscada.

07/03/2021 18h10
Por: Redacao
Assassinato é investigado pelo Departamento de Homicidios e Proteção à Pessoa. - Foto: G1 PI
Assassinato é investigado pelo Departamento de Homicidios e Proteção à Pessoa. - Foto: G1 PI

A morte de um subtenente da Policia Militar do Estado de Alagoas, identificado apenas como João, estă associaida hà uma cobrança de divida referente a uma carga de cigarro no valor de R$ 75 mil. As informações foram confirmadas pelo coordenador do Departamento de Homicidios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Barêta. O homem morreu na tarde do sábado (6)

De acordo com o delegado, a principio as pessoas que estavam com o subtenente teriam relatado que eles estariam em Teresina para cobrar a divida de um carro. Entretanto, os policiais descobriram que a divida era referente a uma carga de cigarros contrabandeados.

"Logo descobrimos que, na verdade, eles vieram cobrar uma dívida de R$ 75 mil reais referentes há uma carga de cigarro contrabandeado que havia sido vendida aqui para Teresina", disse.

Ainda segundo o delegado Baretta, uma pessoa fol identificada como suspeito de ser o autor do crime. A pessoa, que não teve sua identidade revelada, tem histórico de erwolvimerito com contrabando de cigarro.

Emboscada

O crime aconteceu no sábado (6), na bairro Poti Velho, na Zona Norte de Teresina. O policial estava com mais quatro pessoas em um carro quando foi baleado. Segundo o delegado Baretta, o grupo foi atraído para uma emboscada.

"Sabemos que, no local, chegaram quatro pessoas em um veículo preto, já atirando. Um dos tiros acabou atingindo o sub-tenente, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito", disse o delegado.

As outras quatro pessoas que estavam no carro, entre elas dois soldados da Policia Militar do Alagoas, foram encaminhadas para a Central de Flagrantes de Teresina e liberadas em seguida.

 

G1 PI

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias